Texturômetro Simulando a Ação de um Dente Incisivo

TexturometroO dispositivo Volodkevich Bite Jaws da Stable Micro Systems (código HDP/ VB) foi projetado para simular a ação de um dente incisivo ao penetrar em diversos tipos de alimentos. Ele é composto por um probe que imita a ação da mandíbula superior e um suporte que imita a ação da mandíbula inferior ao efetuar uma mordida.

Texturometro

Teste de maciez em frango utilizando o dispositivo Volodkevich Bite Jaws em conjunto com o Texturômetro TA.XT Plus.

O dispositivo trabalha pelo posicionamento de uma amostra na mandíbula inferior e a posterior ação de mordedura proporcionada pelo movimento de compressão do braço do texturômetro sobre a amostra. O detalhe sobre o funcionamento do dispositivo por meio da ação da mandíbula superior sobre a inferior pode ser observado na foto ao lado.

Este dispositivo foi desenvolvido há várias décadas para avaliar a dureza e a maciez da carne, além da fibrosidade de frutas e vegetais, tais como ruibarbo, aspargo e aipo, por exemplo.

Algumas considerações sobre este dispositivo:

  • Devido ao seu tamanho, o dispositivo Volodkevich Bite Jaws tem uma seção transversal de amostra limitada (de 1cm²), o que restringe a sua aplicação para amostragens de tamanho reduzido.
  • Dependendo do formato da amostra, algumas precisam ser seguradas pelos dedos até que a mandíbula superior entre em contato com o produto, prosseguindo depois com o cisalhamento sem a necessidade de sustentação.

Assista logo abaixo o dispositivo Volodkevich Bite Jaws em ação no canal da Extralab Brasil no YouTube:

Veja abaixo algumas publicações nas quais o dispositivo Volodkevich Bite Jaws em conjunto com o Texturômetro TA.XT Plus foram utilizados em alguns estudos:

  • AZEREDO, H. M. C., BRITO, E. S, MOREIRA, G. E. G., FARIAS, V. L. & BRUNO, L. M. (2006). Effect of drying and storage time on the physico-chemical properties of mango leathers. International Journal of Food Science and Technology, 41, 635-638.
  • CHARLES, A. L., HUANG, T. C., LAI, P. Y., CHEN, C. C., LEE, P. P. & CHANG, Y. H. (2007). Study of wheat flour-cassava starch composite mix and the function of cassava mucilage in Chinese noodles. Food Hydrocolloids, 21, 368-378.
  • DOLORES ALVAREZ, M., JOSE MORILLO, M., CANET, W. (2000). Characterisation of the frying process of fresh blanched potato strips using response surface methodology. European Food Research Technology, 211 (5), 326-335.
  • HANSEN, S., HANSEN, T., AASLYNG, M. D. & BYRNE, D. V. (2004). Sensory and instrumental analysis of longitudinal and transverse textural variation in pork longissimus dorsi. Meat Science, 68 (4), 611-629.
  • KATAGIRI, M. & KITABATAKE, N. (2009). Rheological properties of somen noodles – a traditional Japanese wheat product. Journal of Food Science, 75 (1), 51-58.
  • KNIGHT, N., ROBERTS, G. & SHELTON, D. (2001). The thermal stability of Quorn pieces. International Journal of Food Science and Technology, 36, 47-52.
  • LI, W. & ZHANG, M. (2007). Effect of three-stage hypobaric storage on cell wall components, texture and cell structure of green asparagus. Journal of Food Engineering, 78 (1), 340-344.
  • OLIVERA, D. & SALVADORI, V. (2011). Instrumental and sensory evaluation of cooked pasta during frozen storage. International Journal of Food Science and Technology, 46 (7), 1445-1454.
  • VARELA, P., SALVADOR, A., HERNANDO, I., PEREZ-MUNUERA, I., QUILES, A., LLUCH, M. A. A. & FISZMAN, S. M. (2007). Eating quality of ‘Flor de Invierno’ pears: chemical and structural aspects. International Journal of Food Science & Technology, 42, 1052-1058.
  • VARELA, P., SALVADOR, A. & FISZMAN, S. (2007). Changes in apple tissue with storage time: Rheological, textural and microstructural analyses. Journal of Food Engineering, 78, 622-629.
  • VARELA, P. SALVADOR, A. & FISZMAN, S. (2009). On the assessment of fracture in brittle foods II. Biting or chewing?. Food Research International, 42 (10), 1468-1474.

TexturometroA Stable Micro Systems oferece uma família de diferentes Texturômetros projetada para as necessidades específicas de setores, indústrias e instituições mais exigentes do mundo. Dependendo do tipo de força requerida ao testar materiais com espessura e tratamento variados, pode ser necessário utilizar diferentes tipos de equipamentos. Para materiais que excedem os 50kg de força, recomenda-se o uso do Texturômetro TA.HD Plus, o qual é recomendado para forças de até 750kg (conheça mais a nossa linha de equipamentos em nosso website).

Um extenso portfólio de acessórios especializados está disponível para medir e analisar as propriedades texturais de uma enorme variedade de produtos e materiais. Ainda assim, se a sua necessidade for muito específica ao ponto de não encontrar qualquer dispositivo capaz de atendê-la (verifique as soluções disponíveis no menu APLICAÇÕES de nosso site), nossos engenheiros podem projetar probes ou acessórios personalizados com as suas especificações. Não só podemos desenvolver o método mais adequado e preciso para a sua amostra, mas também podemos preparar os procedimentos de análise que obtêm os parâmetros desejados de sua curva e disponibilizá-los em uma planilha ou relatório concebidos em torno de suas necessidades.

Uma vez que sua mensuração é realizada, a nossa experiência em sua interpretação gráfica é incomparável.

Ninguém entende sobre análise de textura como nós!

Para maiores informações sobre como os Texturômetros  da Stable Micro Systems podem fazer toda a diferença na sua empresa ou instituição, entre em contato com os engenheiros da Extralab Brasil por e-mail:contato@extralab.com.br ou telefone: 11 4524 2414.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s