A Importância do Texturômetro nos Testes de Estabilidade em Cosméticos

Empresas de cosméticos! Vocês podem dizer com confiança que um produto que seu cliente compra em massa no dia de hoje estará com as mesmas qualidades que eles esperam de sua marca quando eles abrirem esse produto daqui a seis meses?

Se não podem, você precisam começar a executar testes de estabilidade.

Um teste de estabilidade constitui simplesmente a avaliação do poder de duração de um cosmético, onde as amostras são colocadas sob diferentes condições ambientais por um período de tempo definido e suas propriedades analisadas. Estas condições variam em termos de luz, temperatura, pressão e umidade e são projetadas para imitar as condições nas quais  um produto pode ser submetido durante sua vida útil.

Uma amostra a ser testada em termos de estabilidade será tipicamente um novo produto, um produto existente com uma fórmula alterada, um novo fornecedor de matéria-prima, um novo processo de fabricação, uma mudança de produção para um novo local ou uma embalagem nova ou alterada. Um conjunto de testes de estabilidade deve visar precisamente os pontos mais importantes dos testes: características físicas, químicas e de desempenho são avaliadas em intervalos definidos com o objetivo de verificar como eles mudaram.

Qualidades de primordial importância são:

  • organoléptica (aspecto, cor, odor e textura)
  • físico-química (pH, massa, conservantes)
  • microbiológica (contagem microbiana e eficácia de preservação)
  • compatibilidade entre o produto e o seu recipiente

Se estas alterações forem pequenas de acordo com as normas estabelecidas pelo fabricante, o produto novo ou alterado passou no teste de estabilidade e pode ser disponibilizado com confiança aos consumidores. Poucos produtos têm de passar por testes nacionais ou internacionais (com exceção de produtos funcionais como cremes solares, anti-caspa ou anti-transpirantes).

Teste acelerado

Uma vez que um cosmético novo começou o seu desenvolvimento, este deve alcançar o mercado o mais rapidamente possível, porque cada dia extra gasto no desenvolvimento constitui um outro dia em que um volume de negócios não pode ser efetuado. Devido a esta falta de tempo, é aconselhável que os fabricantes tenham um conjunto padrão de testes prontos para cada amostra.

Além disso, testes de estabilidade em tempo real antes do lançamento do produto são raramente uma opção. Por exemplo: um filtro solar pode permanecer estável por dois a três anos. Muito poucos fabricantes têm o luxo de testar um produto em um período de três anos antes de liberá-lo. Ao invés disso, são realizados estudos de estabilidade acelerada em que são utilizadas diferentes condições de armazenamento, envolvendo temperaturas elevadas, humidade, luz ou pressão.

Esses testes acelerados ajudam a prever o comportamento de estabilidade do produto e são frequentemente utilizados ​​juntamente com testes pós-release “em tempo real”. Depois de uma amostra ser lançada, ela é armazenada sob condições ambientais e monitorada para ajudar a refinar o método de teste acelerado. Esses testes pós-release também podem ser usados ​​para melhorar o produto.

Todos os ensaios em tempo real e acelerado incluem uma avaliação das propriedades físicas dos produtos após o armazenamento, o transporte e a utilização bem como a compatibilidade entre os produtos e seus recipientes. Estes podem ser executados usando texturômetros e reômetros. Adicionalmente, a estabilidade de um produto após a abertura do seu recipiente pode ser uma mensuração útil.

Previsão de vida útil em prateleiras

A previsão da vida útil utilizando métodos acelerados não é uma área que tem sido amplamente generalizada para a publicação científica e, portanto, há uma falta de informação pública sobre o assunto. Parte do problema reside na grande complexidade e variedade tanto dos produtos cosméticos como de suas embalagens, bem como do grande número de alterações que necessitam de ser testadas (sejam físicas, estéticas, funcionais, químicas ou microbianas). Além disso, a indústria de cosméticos é um ambiente de negócio protegido, com produtos e métodos de teste sob alta proteção por patentes e marcas registradas.

No entanto, existem algumas orientações gerais que podem ser seguidas. Para testes acelerados, os componentes de temperatura e tempo são escolhidos de acordo com o tipo de produto e a experiência prévia da empresa. As condições não têm de ser limitadas a um único teste de tempo e temperatura – uma gama de temperaturas entre 30 ° a 45 ° C é frequentemente utilizada, ao longo de um período de alguns meses. Estas condições dependem do tipo de produto e do local de armazenamento.

O pressuposto fundamental nos testes de estabilidade é que um aumento da temperatura de armazenamento acelerará as reações de envelhecimento do produto. Uma regra útil é que uma amostra armazenada a 45°C durante dois meses é equivalente a outra armazenada à temperatura ambiente por um período de um ano.

A combinação de resultados de testes acelerados e o conhecimento prévio da empresa ajudam a dar uma boa previsão da vida útil do produto.

Alguns Pontos a Considerar

1. Ensaios em pequena escala: se apenas pequenas quantidades de um produto estiverem disponíveis nos seus estádios iniciais de desenvolvimento, pequenas amostras de lotes de laboratório podem ser testadas para uma previsão precoce do comportamento da estabilidade. Uma vez que o desenvolvimento seguiu adiante e o produto está sendo manufaturado usando toda a escala da produção, a informação no comportamento da estabilidade será mais exata.

2. Cor e fragrância: são utilizados vários aditivos para obter as variações de cor e fragrância de um produto que será introduzido no mercado, sendo tais elementos suscetíveis de afetar o comportamento da estabilidade. Diferentes combinações podem reagir adversamente entre si, com o próprio produto ou com o recipiente. Se houver um baixo número de variações lançadas, é aconselhável testá-las em sua totalidade. Se houver dezenas de tons diferentes, no entanto, então a avaliação de uma seleção representativa será suficiente, contanto que os testes continuem após a liberação do produto.

3. Embalagens: os recipientes utilizados nos ensaios de estabilidade devem ser tão semelhantes ao recipiente do produto final quanto possível (utilizando os mesmos materiais, forma e tamanho). Tal como acontece com cor e sombra, se houver diferentes tipos ou tamanhos de embalagens, todas devem ser testadas. Pode ser utilizado um recipiente de controle feito de vidro ou outro material inerte, e se o ensaio for muito minucioso, também podem ser testadas diferentes orientações, com o recipiente virado de cabeça para baixo ou de lado.

4. Condições extremas: Os fabricantes decidem se realizam testes especializados com base nos pontos fracos de qualquer produto cosmético em particular, envolvendo de forma antecipada o transporte, o armazenamento, o tempo e a forma de exibição e o uso do produto em si. Por exemplo, uma emulsão não sobrevive tipicamente ao ser congelada e depois descongelada, uma suspensão pode se tornar turva, a embalagem pode ser distorcida e a etiqueta pode se soltar, ou a corrosão pode ocorrer no interior de um recipiente de alumínio que foi revestido com verniz.

Finalmente, testes de choque mecânico são realizados para verificar vulnerabilidades durante o transporte e testes de vibração usados ​​para verificar a probabilidade de separação de componentes em um produto granular, enquanto que o teste de estabilidade de luz é usado para imitar a intensidade de luz à qual um produto será exposto, se armazenado em um recipiente transparente.

Onde um texturômetro se encaixa nisso tudo?

Muitos dos testes mencionados envolvem propriedades físicas. A equipe que está desenvolvendo um produto terá passado muito tempo avaliando seus ativos ideais. Estes podem ser a consistência de um creme, a força de extrusão de uma pasta de dente, o comportamento de coesão de um pó, a resistência à quebra de um batom, o tempo de secagem de um esmalte para unhas, a força adesiva de uma cera depilatória… e a lista continua.

Todos esses produtos podem ser testados de forma confiável usando um dos texturômetros da Stable Micro Systems para fornecer resultados confiáveis ​​e repetitivos. Se o tempo for um parâmetro importante, existem métodos para ajudar a aumentar a taxa de transferência da amostra, como o ALIS – um sistema de indexação automatizado que permite que vários testes sejam executados automaticamente.

Além disso, o software Exponent foi projetado para tornar o processo de teste rápido e simples, com comparação impecável de amostras dentro de um lote ou entre lotes próprios e com macros automatizados para analisar todos os dados experimentais ao aperto de um botão.

Todos os testes são arquivados com informações de data e hora para ajudar a comparar os testes em tempo real após o lançamento do produto com os testes de estabilidade acelerada que foram realizados antes da liberação. Com a capacidade de atualizar constantemente o procedimento de teste acelerado e ajudá-lo a ser o mais representativo possível da armazenagem real.

A ajuda está sempre à mão na Stable Micro Systems. Com engenheiros, especialistas em análise de textura e uma equipe de software renomada, um telefonema bastará para ajuda-los a tornar seus procedimentos de testes de estabilidade os mais suaves possíveis.

A Stable Micro Systems oferece uma família de diferentes Texturômetros projetada para as necessidades específicas de setores, indústrias e instituições mais exigentes do mundo. Dependendo do tipo de força requerida ao testar materiais com espessura e tratamento variados, pode ser necessário utilizar diferentes tipos de equipamentos. Para materiais que excedem os 50kg de força, recomenda-se o uso do Texturômetro TA.HD Plus, o qual é recomendado para forças de até 750kg (conheça mais a nossa linha de equipamentos em nosso website).

Um extenso portfólio de acessórios especializados está disponível para medir e analisar as propriedades texturais de uma enorme variedade de produtos e materiais. Ainda assim, se a sua necessidade for muito específica ao ponto de não encontrar qualquer dispositivo capaz de atendê-la (verifique as soluções disponíveis no menu APLICAÇÕES de nosso site), nossos engenheiros podem projetar probes ou acessórios personalizados com as suas especificações. Não só podemos desenvolver o método mais adequado e preciso para a sua amostra, mas também podemos preparar os procedimentos de análise que obtêm os parâmetros desejados de sua curva e disponibilizá-los em uma planilha ou relatório concebidos em torno de suas necessidades.

Uma vez que sua mensuração é realizada, a nossa experiência em sua interpretação gráfica é incomparável.

Ninguém entende sobre análise de textura como nós!

Para maiores informações sobre como os Texturômetros da Stable Micro Systems podem fazer toda a diferença na sua empresa ou instituição, entre em contato com os engenheiros da Extralab Brasil por e-mail:contato@extralab.com.br ou telefone: 11 4524 2414.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s